Tecnologias que prometem abalar o mundo

0
392

É sempre difícil apontar as tecnologias que irão romper com a ordem das coisas, mudar os paradigmas e desafiar o status quo tal como é conhecido. Mais difícil ainda é prever quando isso irá acontecer. O sucesso de uma dada tecnologia depende de uma série de fatores: a existência de uma infraestrutura adequada, a presença de outras tecnologias complementares e habilitadoras, a falência de tecnologias eventualmente concorrentes, além, é claro, da boa vontade dos homens, incluindo nesta categoria o humor da economia, a capacitação dos usuários, o apetite dos investidores, a regulação e o incentivo das políticas públicas no tempo certo e na dose conveniente.

Apesar das incertezas, o Massachusetts Institute of Technology (MIT) recentemente publicou um estudo em que indica dez tecnologias que estão ou irão revolucionar o mundo em até uma década. A seleção baseia-se nas pesquisas em andamento, nos investimentos realizados em nível global e nas grandes (e urgentes) demandas sociais. Vamos a elas.

01 – Engenharia imunológica

Ao invés de tentar curar células doentes, a engenharia imunológica parte de um outro princípio: implantar células saudáveis, com capacidade de reprodução, no corpo doente. Os pesquisadores conseguiram isolar os linfócitos responsáveis pela defesa do sistema imunológico, adicionando neles um vírus com novas instruções de DNA, que faz com que sejam capazes de matar células doentes. Segundo o MIT, a tecnologia deve estar disponível no prazo de 1 a 2 anos. Cellectis, Juno Therapeutics e Novartis encontram-se entre as instituições que lideram pesquisas na área.

02 – Edição genética de plantas

Com prazo para acontecer em 5 a 10 anos, a tecnologia CRISPR permite modificar os genes de seres vivos. Com genética modificada, as plantas podem, por exemplo, se desenvolver em ambiente térmico inóspito e se tornarem mais resistentes a fungos e insetos. Testes-piloto vêm sendo realizados com trigo e arroz cultivados em estufa. The Sainsbury Laboratory and John Innes Centre, Seoul National University, University of Minnesota e Institute of Genetics and Developmental Biology estão entre as instituições que exploram a tecnologia CRISPR.

03 – Interface por voz

Tornar os comandos de voz fáceis de usar, inteligentes e sincronizados. Esse tem sido um dos objetivos de pesquisas de empresas como Baidu, Google, Apple, Nuance e Facebook. A tecnologia encontra-se em estado avançado de desenvolvimento. Algoritmos já são capazes de ir além do mero entendimento de frases predeterminadas, compreendendo, também, a dinâmica da linguagem oral, aprendendo semântica, sintaxe, sotaques e gírias.

04 – Foguetes reutilizáveis

A tecnologia encontra-se em estado avançado de desenvolvimento. Tem como objetivo fazer com que as estruturas enviadas para o espaço retornem para o planeta em condições de reuso. A possibilidade de reutilização irá diminuir drasticamente o custo das viagens espaciais e estimular o turismo espacial. Space X, Blue Origin, e United Launch Alliance encontram-se entre as instituições de ponta no uso da tecnologia.

05 – Robôs autoprogramáveis

Várias instituições estão buscando soluções para que os robôs aprendam sozinhos a executar novas tarefas. Há interesse, também, que as informações aprendidas sejam armazenadas na nuvem, propiciando o seu uso por outros robôs. Entre as instituições de ponta destacam-se: Brain oF Things, Brown University, University of California e Technical University of Darmstadt. A tecnologia deverá estar disponível daqui a 3 a 5 anos.

06 – DNA App Store

O objetivo é fazer com que o cidadão comum possa conhecer as suas predisposições de saúde, barateando e simplificando exames de DNA. Em fase adiantada de desenvolvimento, as empresas estão tornando disponíveis bancos de dados genéticos que permitem comparar as descobertas científicas com a situação de cada indivíduo. Helix, Illumina e Veritas Genetics estão entre as instituições que oferecem serviços através de seus apps para dispositivos móveis.

07 – Usina de energia solar

A ideia, neste caso, é fornecer condições para que os parques industriais produzam a sua própria energia. Em fase adiantada de desenvolvimento, a tecnologia irá permitir o surgimento de usinas solares capazes de captar e armazenar energia solar a preços muito mais baixos que os atualmente praticados pelas utilities. SolarCity, SunPower e Panasonic exploram a tecnologia.

08 – Mensagens corporativas

Em fase adiantada de desenvolvimento, a tecnologia promete fazer do ambiente virtual um escritório real. O objetivo é aliar a rapidez com a possibilidade de os colaboradores participarem de discussões, consultarem arquivos e darem sugestões, criando uma nova dinâmica nos ambientes de trabalho. Slack, Quip, Hipchat e Microsoft encontram-se entre as instituições de ponta.

09 – Carro autônomo

A ideia é retirar do usuário a tarefa de ter de conduzir o automóvel. Com lançamento previsto para daqui a dez anos, em fase de teste, com velocidades reduzidas, a tecnologia tem obtido resultados positivos, detectando movimentos a distâncias equivalentes a dois campos de futebol. Entre as instituições de ponta estão Tesla, GM, Google, Nissan, Mercedes, Toyota, Uber e Volvo.

10 – Energia elétrica Wi-Fi

A tecnologia encontra-se a caminho, precisando ainda de 2 a 3 anos para estar pronta para uso. Estudos mostram que a energia gerada pelo campo eletromagnético de sinais de TV, rádio e outros dispositivos de telecomunicações, se canalizada, seria suficiente para abastecer pequenos dispositivos. University of Washington, Texas Instruments e University of Massachusetts estão de olho neste tipo de negócio.

- Publicidade -
Innovation Hunter
COMPARTILHAR
Virgínia Duarte
Socióloga e cientista política, com especialização em gestão empresarial. Foi responsável pela área de Inteligência da Softex. Responsável técnica e coautora de várias publicações sobre o setor de TIC. É sócia-diretora da TIC em Foco Estudos e Projetos e editora do site/blog TIC em Foco.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.