GainX: criando um novo mercado para chamar de seu

0
84

No futuro próximo, soluções para monitoramento da inovação serão tão disseminadas como hoje são os softwares de gestão de relacionamento com o cliente (CRM). Essa é a visão da GainX, empresa canadense que surgiu no mercado em 2012, buscando, com apoio da tecnologia, trazer conhecimento sobre o retorno obtido com investimentos em inovação. Ela pretende ser para o mercado ainda imaturo da gestão da inovação o que a Salesforce é hoje para a mercado de CRM: líder irrefutável.

Mesmo se empresas de grande porte, tradicionais, começarem agora a pensar nesse novo nicho de mercado, a gestão inteligente da inovação, seria difícil para elas, da noite para o dia, criar o que a GainX já construiu. Em virtude da sua leitura antecipada do futuro, a expectativa da empresa é muito otimista. Dentro de dois anos, acredita ter market share suficiente para se tornar pouco vulnerável a possíveis novos entrantes na área em que se considera pioneira. Hoje, os seus principais concorrentes reduzem-se aos consultores que buscam ajudar as grandes corporações a gerir as suas estratégias de inovação e empresas com um conjunto inicial de funcionalidades para gestão da inovação.

O problema que a GainX promete solucionar diz respeito aos rios de dinheiro que são direcionados para inovação e o baixo retorno obtido com o investimento.  Ao mesmo tempo que dez entre dez empresas de grande porte valorizam a importância da inovação e colocam recursos para a inovação, a gestão e o monitoramento inteligente do que acontece ainda estão em fase bastante prematura.

Os indicadores atualmente utilizados para avaliar a inovação são inapropriados. Os CEOs não querem mais saber quantas ideias a empresa conseguiu reunir, com quantas startups mantêm parceria, quantos hubs de inovação criou ao redor do mundo. Ok para tudo isso. Mas são investimentos e não o retorno obtido.

Inovar não é o core da empresa e várias das ideias por elas reunidas vão para o vale da morte para ter morte lenta. É dinheiro jogado fora, pois não existe uma conexão entre essas ideias e o que faz a unidade de negócios que está sendo paga para trazer produtos para o mercado. A empresa consegue milhares de boas ideias, mas quanto custa consegui-las e o que virá de retorno e de crescimento de mercado? O que realmente importa não são as ideias per se, mas a sua comercialização, a sua capacidade de gerar receita que pague os investimentos realizados.

Assim, com apoio de inteligência artificial e aprendizado de máquina, a GainX ajuda os seus clientes a administrar as ideias, garantindo o seu ajuste à estratégia mais ampla da empresa. Faz benchmarking, analisa os custos envolvidos nos esforços de inovação, identifica lacunas de talento, indica os pontos da rede que criam obstáculos para o fluxo da inovação ou facilitam o seu acontecimento e oferece análises preditivas para reduzir o tempo e o custo necessário para que boas ideias cheguem o quanto antes ao mercado.

A solução da GainX compõe-se de duas partes. O Intellect é a peça de gestão do portfólio. O Open Thinking identifica arquétipos, talentos e papéis e fornece recomendações para romper a paralisia própria de uma grande empresa. Também analisa a grade de inovação, permitindo que as empresas percebam o retorno real sobre o gasto realizado.

- Publicidade -
Innovation Hunter

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.