Como reter talentos

0
236

Os dois últimos anos no Brasil foram de alto desemprego, o que levou também à diminuição do chamado “turnover” (rotatividade) nas empresas, que chegou a 4,71% em 2016 (patamar baixo considerando que nos últimos anos oscilou entre 7% e 9%), segundo a agência de notícias Reuters. Pessoas inseguras com a redução das vagas disponíveis ficaram temerosas de trocar de emprego, pela alta probabilidade de não conseguir ou não se dar bem na nova realidade. Assim, foi interrompida uma tendência (que acontece no mundo todo) de aumento da rotatividade, principalmente dos funcionários das novas gerações, caracterizadas pela busca constante de mudança.

Para cada vaga aberta no Brasil, existem centenas, e, às vezes, milhares, de candidatos na disputa, dispostos a aceitar salários baixos. Aqueles que já estão trabalhando, possivelmente observam a abundância de pessoas buscando colocação como uma verdadeira ameaça.

Entretanto, a baixa rotatividade não acontece em todas as esferas da empresa. Quando se trata de talentos, continua elevada. Às vezes, nem a empresa identifica um verdadeiro talento (o profissional de alta performance capaz de fazer a diferença e agregar valor ao negócio), percebendo sua importância apenas quando o perde.

Avaliações feitas pela HR Perfect Match em empresas com alta evasão de talentos mostram que esta situação deriva principalmente das dificuldades da empresa em:

Valorizar talentos. Um erro que muitas empresas cometem é não diferenciar entre profissionais talentosos e os que não o são, tratando-os da mesma forma. As empresas hábeis em reter talentos premiam aqueles que se destacam.

Promover o trabalho em equipe. O trabalho em equipe não se refere apenas ao agrupamento de pessoas para atender a um projeto ou demanda. É necessário que a equipe trabalhe realmente como tal. As empresas hábeis em reter talentos sabem que um colega que não possua as competências comportamentais necessárias ou, ainda, um chefe que não tenha bom desempenho nas suas funções pode produzir descontentamento e desmotivar os profissionais de maior talento.

Ajustar-se aos hábitos e às preferências dos talentos. As empresas hábeis em reter talentos não apenas sabem o que os seus profissionais desejam do ambiente de trabalho e da carreira, mas buscam atender aos seus anseios. Elas sabem que, muitas vezes, a satisfação do seu pessoal não significa, necessariamente, despesas relevantes. Pode vir de ações de baixo custo tais como: horário flexível, ambiente descontraído, etc.

A identificação e valorização de talentos, o fomento ao trabalho em equipe e satisfazer as preferências dos funcionários são ferramentas poderosíssimas para a retenção de talentos. O conhecimento das preferências dos candidatos no processo de recrutamento e seleção, pode ser fundamental para contratar profissionais talentosos que queiram permanecer mais tempo na empresa.

- Publicidade -
Innovation Hunter
COMPARTILHAR
Silvia Frick
Colaboradora do site TIC em Foco. Atua na área de tecnologia para recursos humanos há mais de cinco anos, tendo participado do desenvolvimento de sistemas inovadores e metodologias para recrutamento e seleção de pessoas e avaliação por competências. As contribuições dos colaboradores para o site não necessariamente refletem a opinião dos administradores.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.